Cheiro de flores- Marcha da Liberdade

Mesmo com a proibição do STF, a marcha da liberdade ocorreu.Durante a tarde foi fechado um acordo com a PM. Estimativa de 5.000 manifestantes nas ruas pedindo pelo fim da violência e pela liberdade de expressão.

Apesar da criticada atuação no protesto anterior, a PM adianta que se for necessário não abre mão das bombas de gás lacrimogêneo. – Usaremos todos os meios necessários – adianta o capitão José Carlos de Brito. – mostrando que as autoridads paulistas continuam desprearadas para lidar com manifestaçõs populares, pois havia muitas crianças, mulheres e idosos na marcha.

Diversos movimentos e cidadãos de todas as classes, crenças, ideologias e orientação sexual unidas cantando e dançando ao som do maracatu. Foi muito lindo.Recebemos flores para contrasar com as armas e bombas de sábado passado (21).

A PM conteve a marcha fazendo um cordão de isolamento com cerca de 250 policiais para que o trânsito oorresse também.

Passamos pela A. Paulista, rua da Consolação e fomos em direção à Praça da República no centro da cidade.

Uma das representantes da Marcha da Liberdade, Grabiela Moncau comentou que não se pode considerar uma vitória a realização da manifestação. “Parece que conseguimos algo que não temos direito”, disse ela. “A Constituição prevê o direito da liberdade de expressão.”

As autoridades estão vendo q nos temos voz. São Paulo ouviu hoje, o Brasil ouviu, o Mundo ouviu. E somos MUITO mais.

Publicado em maio 28, 2011, em Noticias e marcado como , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: