Terapia Verde

A despeito das vantagens e do poderoso arsenal tecnológico à disposição da indústria farmacêutica, o uso de fitoterápicos de baixa tecnologia vem aumentado significativamente nos últimos anos

As perspectivas terapêuticas do uso da maconha e seus análogos naturais teriam tudo para pegar carona nessa tendência recente não fosse a criminalização do seu uso médico em muitos países.Como qualquer remédio, a Cannabis traz consigo riscos e benefícios. O fato de a inalação da fumaça da ser o meio mais eficaz para administrá-la como medicamento constitui um problema por causa dos danos à saúde associados à fumaça.
Esse sério inconveniente, no entanto, já pode ser resolvido com o uso de vaporizadores, que aquecem a planta apenas o suficiente para liberar os canabinóides, sem produzir fumaça e partículas tóxicas.A despeito do estigma que a planta carrega devido a sua ilegalidade, seus efeitos colaterais são perfeitamente aceitáveis. As diversas propriedades terapêuticas tornam mais do que desejável a regularização do uso criterioso da maconha e seus derivados para fins medicinais, sobretudo no caso de doenças graves.
Dependendo do país, tal processo poderá sofrer maior ou menor atraso em função de fatores alheios ao conhecimento científico e aos preceitos médicos. Do ponto de vista econômico e humanitário, quanto maior for a demora, maiores serão os prejuízos para a sociedade.

Publicado em junho 3, 2011, em Cannabis na Medicina e marcado como , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: